segunda-feira, 12 de julho de 2010

O espaço não pode ficar em branco

Estive agora à tarde no aniversário de minha tia, que foi ontem, e estava bom, mas o problema maior dos aniversários é o que a gente come, porque quem faz regime, ou tenta, tem que ter muita força para não desviar-se do proposto.
Fui no aniversário e comi, comi os salgados e repeti, assim como bebi meio copo de refrigerante zero, Coca-Cola, mas não sei se me cuidei como deveria, agora tenho medo de engordar o que já perdi até agora.
Começou de novo neste vai e vem do sul, o frio, e este gela mesmo, e nós daqui vivemos diversas temperaturas.
Ontem fazia calor, à noite choveu forte e hoje amanheceu aquele frio, um frio cortante, e assim vamos vivendo, passando os nossos dias.
Ultimamente, já escrevi aqui, digitar muito me faz mal, venho sentindo dores nos cotovelos e ombros, mas não sei parar, ou não enquanto não doer demais, mas nestes dias não tenho inspiração nenhuma e pra não deixar o blog em branco, escrevo algumas linhas, afinal é o meu espaço, e o meu viver.

2 comentários:

Luciana N disse...

Oi Mauro
Que bom que tu escreve faz muito bem.

Os dias estão cada vez mais confusos uma hora calor outra frio e assim a gente acaba se gripando né?
Boa semana
Bjs

Dhenova disse...

Os dias não podem ficar em branco (para Mauro S.)
.
Amanhecer, o tom cinzento
torna-se amarelo
e lá pelo meio dia, azul
à tarde, anil
ao entardecer, rosado
à noitinha, azul-marinho
na madrugada voa alado
torna-se quase negro...
recheado de pingos
diamantes obtusos

um dia inteiro
marcado por caracteres
e cores
um dia inteiro
entre poesia, música,
e boa companhia.

Dêh

Gostei muito da forma como conduzes a tua escrita, é clara, escrachada, e muito interessante.

Obrigada por vir ao meu canto... espero que volte.

Grande abraço.

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...