sábado, 29 de dezembro de 2012

O terceiro livro

Acabei de ler o meu terceiro livro no ano, o que para muitos é piada, pois gostam de ler, e aos montes, mas eu prefiro navegar.
Comprei o livro Preces e Mentiras (de Sherri Wood Emmons) para levar para o veraneio, mas em dois dias terminei a minha leitura.
Preferi os anteriores, Não Conte A Ninguém (de Harlan Coben) e O Peso do Silêncio (de Heather Gudenkauf), pois havia suspense em ambas as histórias, e eu ficava mais focado nas leituras do que este livro que achei um pouco confuso, mas comprei, li e no fim, gostei.
Como já escrevi antes, não sei fazer resenhas, nem vou tentar.

Agora estou de olho no livro O Diário de Anne Frank.

Vi uma matéria no Jornal Correio do Povo, e me interessei pela leitura, mas atualmente está muito difícil de encontrar um livro que eu goste.
Os três acima eu gostei, um mais que o outro, mas eu gostei. 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Luz da lua

Nem na noite do Natal podemos comemorar com luz, por uma boa parte de nosso Natal em família, comemoramos a luz da lua. Ao final a luz retornou, depois de apagar e acender diversas vezes.
Não sei o que está acontecendo com o Brasil, em relação a estes apagões que vem assustando porque estão demais e em boa parte do país, agora no Rio Grande do Sul.
E ainda ficam pensando em investir em estádios de futebol quando a saúde, a educação e principalmente a segurança do brasileiro ficam tão escanteadas.
Vou bater sempre nesta tecla, sempre.

Dia 02/01 agora farei exame.
O exame em si não é o problema, mas a preparação é o que mais me preocupa, mas vou ter que conseguir de qualquer jeito.

A praia do Cassino vem se aproximando, verão, praia, agitação, vizinhança e, claro, a preocupação.
A gente vai para a praia pra descansar, curtir uma temporada, buscar a paz, mas não para se incomodar com a vizinhança ou com certos vizinhos, assim como com a secretaria de cultura, e pelos últimos anos foi o que aconteceu, o que me preocupou.
Não dá nem vontade de ir, sabe, se é para passar pelos mesmos problemas, preferível ficar em casa, até fazer uma viagem, mas o caso é que estamos indo mesmo para a praia do Cassino, claro, depois do meu exame.

Nela vou conectar com a Vivo e com a Tim, a última do tablet e do smartphone, aparelhos adquiridos em 2012. Virou febre, não é, e acabei com os dois, e ambos da Samsung. O incrível também acontece, e falo da Samsung. Ponto.

Estou levando para a praia, se eu não ler antes que o ano finalize, o livro Preces e Mentiras, que eu comprei nesta semana, e há um tempo na minha listinha de livros para leitura.
Também me interessei, ainda por comprar, O Diário de Anne Frank, tudo por ter lido uma reportagem num jornal que assino, e me despertou interesse em adquirí-lo.
E de dicas em dicas vou fazendo a minha listinha de livros para 2013, e com isto paro também de navegar muito para dar um tempo a leitura.
Amor ler, mas não leio qualquer coisa.

Nos últimos dias vi uns filmes que me chamaram bastante a atenção, uns que eu já tinha visto, e outros que não, independente de terem passado há bastante tempo ou serem recentes.

Os filmes:

Um Presente Para Helen
E Se Fosse Verdade...
E Se... Você Tivesse Uma Segunda Chance

E também curtindo aí algumas músicas novas que venho escutando na Atlântida Fm assim como outras mais antigas que também gosto muito.

Recebi por e-mail uma piada que me fez rir bastante, e ontem revi um filme que já havia visto e que na oportunidade ri demais, e deixo como dica também.
O filme: O Dono da Festa.

Procurem aí e bola pra frente!

Ah, imaginem que neste dezembro fiz mínimos posts, brincadeira, não é, nada parecido com os posts feitos em 2009/2010 e até mesmo 2011.

Sobre o Grêmio, a cada troca de presidente, o clube piora, o Koff ganhou muitos títulos com o Grêmio, no passado, mas deveriam ter deixado o Odone seguir montando uma equipe e não esquecer que vivemos no presente.

Abraços a todos!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O jogo da pobreza

Assisti pela Tv Com, ontem à noite,  O Jogo da Pobreza.
De um lado os Amigos do Ronaldo e do outro os Amigos do Zidane.
Os primeiros venceram por 3 X 2, mas foi uma festa, e o objetivo principal era arrecadar fundos. A renda não foi divulgada ainda, mas a Arena do Grêmio estava lotada.
Dois garotos de quinze anos, um gremista e o outro colorado, estiveram em campo.
Ouvindo eles darem entrevista, nem acreditavam que iam jogar bola no meio de tantos craques, e estes serviram os garotos que entraram no final do jogo, e deixaram os meninos na cara do gol, um por cada time, mas quem brilharam mesmo foram os goleiros, de um lado Diego Cavalieri, o melhor goleiro do Brasil no ano de 2012, do Campeão Brasileiro, o Fluminense, e do outro o multicampeão gremista, Danrlei.
O sorriso estava estampado no rosto dos atletas que fizeram parte do espetáculo, e posso dizer que assistir um jogo assim dá prazer.
Todos os participantes fizeram parte da história do futebol, com exceção dos garotos.
O placar foi movimentado cinco vezes.
Num passe lindo de Zico para Ronaldo Nazário, este serviu Neymar que lançou de primeira para Bebeto, e este último balançou as redes fazendo 1 X 0.
Falcão, ídolo do futebol de salão, empatou o jogo para os Amigos de Zidane numa falha da defesa da equipe brasileira, e o próprio Zidane virou o jogo num golaço, para delírio de quem pôde presenciar ao vivo direto da Arena do Grêmio - eu vi pela Tv Com, mas o Sport TV também transmitiu o jogo - recebendo passe de "Loco" Abreu na entrada da área.
Cacá Ferrari, amigo de Ronaldo, empatou o jogo debaixo da goleira entrando com bola e tudo, 2 X 2, e Leandro Damião que jogou pela equipe nacional, a cada lance uma vaia daquelas, sou gremista, mas não concordei com a atitude, apesar que pacífica, virou o jogo e deu a vitória ao combinado brasileiro, dos Amigos do Ronaldo.
Ele que havia manifestado a vontade de ganhar o jogo, já que fazia três anos que não conseguia bater Zinedine Zidane.
Além do principal, arrecadar fundos, acredito que tenham arrecadado bastante, ele conseguiu em Porto Alegre a tão sonhada vitória, mas o que também me chamou a atenção foram os gremistas e colorados lado a lado, cada um com seus uniformes e bandeiras, curtindo o espetáculo e vendo uma quantidade sem fim de craques, que assim como cada um estavam lá contribuindo como podiam.

Os craques que estiveram em campo:

Amigos do Ronaldo: Dida (Danrlei), Cafu (Cacá Ferrari) (Bruno), Roque Júnior (Amaral), Júnior Baiano (Réver) e Roberto Carlos (Serginho); Emerson (Roger Flores), Paulinho, Bebeto (Lucas) e Zico (Leandro Damião); Ronaldo (Djalminha) e Neymar (Juninho Paulista).
Amigos do Zidane: Vitor Baía (Diego Cavalieri), Michel Salgado (Welerson), Hierro (Dedé), Montero (Gamarra) e Sorin; Karembeu (Guiñazu), Solari (Ljunberg), Deco (Alex) e Zidane (Deco); Nakata (Falcão) e Pauleta (Loco Abreu) (Jardel).

Uma festa beneficente sim, um futebol de luxo, e muita paz e alegria.

Pudera toda a partida de futebol ser como a que eu vi ontem, onde torcedores e jogadores vivessem estes momentos de paz mesmo em busca de resultados dentro de campo e perseguindo objetivos.
No jogo de ontem, os jogadores em campo jogavam com um sorriso estampado no rosto.
Sorin jogou um bolão, aliás, muito ex-jogador que esteve na Arena ontem teriam condições de ainda jogarem em clubes e disputarem os campeonatos atuais, talvez não com o mesmo ritmo de quando estavam no auge, mas me impressionaram. 

E em campo de futebol tem que reinar a paz sempre, seja numa competição oficial ou num jogo amistoso. 
Meu pensamento!

PAZ SEMPRE, seja onde for!  

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Ontem, 53

Ontem, 16/12, comemorei mais um aniversário, inicialmente fui a missa no Sagrado Coração de Jesus, Igreja do Porto, depois fui almoçar no meu irmão e cunhada, na Praia do Laranjal, e na companhia de minha mãe, ficamos até o meio da tarde, quando retornei para a casa.
Mais tarde recebi primos e amigos, festinha bem íntima e que contou com seis pessoas, quem lembrou, recebi alguns telefonemas, e no facebook muitas mensagens que estou tentando curtir, mas que o programa agrupa em atividades, gostava quando apareciam todas em nosso perfil. 
Assim piorou.
No final da noite, e tudo devido ao calor que esteve ontem e ainda está hoje, apesar de marcar agora 30º, e para o que sinto no corpo acho pouco, senti-me estonteado.
Dormi bem e me acordei bem, mas o calor ainda me colocando pra baixo.
Demais!
Enfim mais um aniversário na companhia da família e amigos.
Só um registro sobre o meu 16 de dezembro.
#Feito

Abraços a todos!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A falta da energia

Um temporal de vento aqui no sul, e foi-se a energia.
Sem energia vieram os estragos e são variados, e a CEEE não dá explicação cabível, ou para mim ou os clientes atingidos não. Tem gente que ficou 48h, outros 60h sem luz, e há os que seguem ainda com prejuízos e de lá, nada.
Aqui em Pelotas, na capital Porto Alegre e em outros pontos do estado.
Agora as autoridades estão cobrando uma explicação e ela tem que ser muito bem explicada, porque são as pessoas e seus bens que estão sendo prejudicadas.
Cobrar é fácil, mas o certo seria se não tem luz também não terá pagamento.

Precisam investir na CEEE para evitar novos transtornos a população gaúcha, mas de imediato fornecerem energia.

E ainda preocupam-se com copa do mundo e com os estádios deixando a população relegada, escanteada.
Segurança zero, educação a meia boca e a saúde então... quanto à política é bom nem falar, está um caos, corrupção daqui e dali.
Se não gritarmos agora, acabaremos nos acostumando, mas acho que já estamos acostumados sim, pois na hora do voto muitos fecham os olhos e dá nisto.

E por aí, autoridades estão reunidas tentando controlar a internet, você vai deixar?
Se for contra, clique sobre a palavra Avaaz.org.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Por Pedro Osório

Estive por Pedro Osório neste domingo, 09/12, com minha mãe, irmão e cunhada para visitar amigos, parentes de minha cunhada.
Adorei o passeio, bem junto da natureza como dá para ver nas fotos, também postadas no Facebook, e enquanto as mulheres foram para um chá de panela, nós os homens fomos passear, e como eu era o único que não conhecia Pedro Osório, levaram-me a conhecer.
Fiz 113 fotos, mas deixo algumas para vocês apreciarem, e comentarem.
No Rio Piratini, rio que divide Pedro Osório e Cerrito (fotos), eu estava pelo lado de PO, as pessoas banham-se como se fosse uma praia, e é a praia de todos eles.
Um lugar lindo com muita gente, show ao vivo, local, apesar que eu não gosto de música tradicionalista, então evito, carros disputando quem tem o som mais alto, sempre o lado negativo da música, esta disputa de som que incomoda a muitos entre eles eu, algumas pessoas curtindo a natureza, outros jogando bola no rio enquanto belas mulheres com seus biquinis aproveitam o sol dentro das águas limpas e apropriadas do Rio Piratini, segundo a placa que eu fotografei, mas que não posto aqui por ter saído torta, mas ela estava mesmo.















domingo, 2 de dezembro de 2012

Despedida melancólica

O Grêmio traiu a sua torcida no último GreNal do estádio Olímpico, porque foi um time covarde e que não partiu para cima do rival para buscar o resultado no campo.
Não adianta culpar o árbitro, que apitou muito mal, porque o Grêmio teve noventa minutos para resolver, e foi um time pequeno diante do gigante que foi o Internacional, e que por boa parte do segundo tempo, jogou apenas com nove homens em campo.
O futebol do tricolor foi lateral, bola de um lado para o outro até enervar, os passes saíam errados e os chutes não passavam de balões, enquanto o Internacional era só pressão, mesmo que sem grandes conclusões, já em Minas Gerais, o Atlético Mineiro, adversário direto do Grêmio no Campeonato Brasileiro e a vaga direta da Libertadores, jogava bravamente.
Enquanto no clássico dos mineiros o Galo se empunha, no clássico gaúcho faltava emoção e quem buscava o resultado, no caso o Grêmio Football Porto Alegrense, decepcionou.
Nos dois últimos jogos e contra adversários renomados, o Galo bateu os dois e de virada, ou seja, não tomou conhecimento nem de Botafoto nem do Cruzeiro, e venceu seus jogos ao passo que o Grêmio venceu o rebaixado Figueirense, e resolveu entrar em férias antes do clássico deste domingo, e os jogadores foram ao Olímpico apenas para se despedir do estádio, triste, não é?
Pra mim foi. 
Eu não vi o time aguerrido do Grêmio em campo, juro que não, alguém viu?
Precisando ganhar, ir pra frente, buscar o gol, driblar, encarar o adversário no talento, preferiram aquele joguinho "de lado", porque da parte dos azuis não passou de um joguinhooooo, bem assim, e ainda no final aquele começo de confusão que não levou o Grêmio a nada.
Melancólico tudo isto.
Acho que o Olímpico chorou ao ver aquela camisa tão maltratada no último jogo do estádio.
Dá raiva, e sabem o porquê dá raiva? Porque sou tricolor, amo o Grêmio, sou apaixonado pelo Grêmio e no jogo de despedida do Olímpico, viu-se aquilo.
Durante todo o campeonato foram perfeitos, mas no último jogo ressucitaram o Internacional que vinha de quatro derrotas e fizeram dos jogadores vermelhos, heróis.
E foi-se o vice-campeonato e a vaga direta para a Libertadores, que ficou com o Atlético-MG, e tudo pela falta de explosão e vontade de quem esteve em campo.

Foi o que eu vi pela tv.     

Grêmio 0 X 0 Internacional 
Atlético 3 X 2 Cruzeiro

Na combinação de resultados, o Grêmio ficou com o terceiro lugar, o Atlético com o vice-campeonato e o Fluminense foi o campeão com três rodadas de antecipação.

Parabéns Fluminense, pelo título, Atlético-MG, pela vaga direta a Libertadores, e ao belo trabalho de Vanderlei Luxemburgo ao longo deste campeonato, mas cansei de ver os outros comemorarem e ao Grêmio sobrar lamentações.

E que venha 2013!

O Natal poderia ser melhor, mas vai ser vermelho porque só os vermelhos estiveram em campo. Nada mais a comentar.

Abraços aos amigos e boa semana!

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...