terça-feira, 15 de maio de 2012

Pela natureza?

No centro do país tomaram medidas e tiraram as sacolas plásticas dos supermercados, agora os vereadores estudam também para tirarem as caixas de papelões, pois dizem ser uma propagação de bactérias.
Será mesmo? Leia aqui.

Será que estão esperando que a gente compre as caras sacolas que os supermercados oferecem?

Já vi por preços bem variados, desde R$ 2,00; R$ 7,00; e até R$ 15,00, e por tamanho que é um ovo, de tão pequenas, mas quantas destas teremos que comprar - não comprarei nenhuma - para colocar nossas compras?
Lembra sabe o quê, aqueles kits de primeiros socorros que fomos obrigados, numa época, a ter no carro, e quem ganhou com aquilo?
Tinha alguma utilidade, mas alguém ganhou com a sua produção, pelo menos a bolsinha serviu para alguma coisa.
E agora com estas medidas, quem vai sair ganhando?

Eu não compro, se quiserem fornecer como as plásticas, aí tudo bem, caso contrário não serei eu que vou ter mais este prezuízo, afinal as mercadorias já saem tão caras, porque não lutam então para baixarem também os preços delas ou isto é supérfluo?

E antes que alguém me taxe de ser contra a natureza, não sou não, mas palhaço também não. Ponto!

2 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Concordo com vc amigo, os fornecedores tem por obrigação fornecer as embalagens para nós...

Sou a favor do melhor para a Natureza, para um Planeta mais respirável, mas tem gente que vai sair lucrando mais uma vez...

Já paguei caro por essas sacolinhas...

beijooo.

Millena Blogueira disse...

Mauro,
Complicado.Retiram as sacolas e colocam os papelões.Agora querem retirar os papelões e como carregaremos as compras?
Muitas pessoas não possuem carros, será que teremos de carregá-las nas costas ou na cabeça?
Meu face foi hackeado cinco vezes e excluído e nem tinha muita coisa nele.
Estou desanimada para criar outro e ser excluído novamente.

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...