quarta-feira, 1 de maio de 2013

Segurança zero

O que está acontecendo com as pessoas?
Desarmaram a população e mesmo assim pessoas matam pessoas, ou por engano, ou por acharem, ou por discussões bobas, tiros acidentais, e vidas são tiradas, interrompidas e sonhos impedidos. Famílias que perdem de um lado e de outro, perde quem tem o filho, o pai, a irmã assassinada, perde quem mata e muda também o destino da própria família e de si mesmo.
Aonde levam decisões impensadas como a vingança?
Discutiu, pensa um pouco, mas não pegue numa arma, porque o fim vai ser trágico para você ou para o outro. Para usá-la só se for para defender sua vida numa invasão a sua casa, e olhe lá.
Aqui em minha cidade um policial em férias, mas armado, não deveria ser assim, atirou num jovem que saía de madrugada de uma boate com amigos. confundiu-o com um bandido, achou que fosse um marginal, mas o fato é que não era, e mais uma vida foi tirada, e mais uma família irá sofrer pela perda. Ele achou, mas se não tem certeza não tome atitudes que não irão ter volta.
Cerque, chame o apoio, mas tenha 100% de certeza.
Não só policiais como cidadãos e por razões que não tem explicação usam de suas armas contra vidas de diferente idades, todas indefesas por serem pegas desprevinidas e interrompem um ciclo de vida.
Vão-se os sorrisos, a alegria, a vida dessas pessoas e de seus familiares, e muitas vezes fica tudo por isso mesmo.
Recentemente o dono de uma pizzaria e o cliente discutiram, bateram boca, mais tarde o cliente voltou com suas filhas e o dono do comércio tentou atirar no cliente, mas acertou a filha dele, que segue internada, segundo os noticiários.
Até quando, meu Deus, situações assim seguirão ocorrendo?
O Brasil, como o resto do mundo, mas mais aqui especificamente, precisam de um melhor controle de segurança.
Segurança no Brasil vale ZERO.
Estamos à deriva!
A legislação tem que mudar, para todos, matou, por matar, é punido.
Quanto a lei da maioridade penal, acho que deveria cair para quatorze anos, no máximo dezesseis.
Sou contra as pessoas que pensam que um menor na prisão poderia sair pior, mas com certeza não sairia pior que a pessoa que ele matou, então se matou que cumpra sua pena, na prisão, e se ela no Brasil reeduca ou não, não importa naquele momento, pois o que se quer é justiça contra quem não pensa na vida alheia e faz o mal por fazer, independente da idade.
No Brasil sabemos que a prisão não reeduca, mas mudem a lei, façam reeducá-la, mas não como desculpa por não quererem um menor nela.
Se o sistema não deixa de punir o maior que mata, por que não o menor que mata? Matou, esta é a questão, o que se quer é justiça e que ela seja pesada.


Um comentário:

Sônia Silvino, Crazy about Blogs! disse...

Ter uma arma não é sinal de segurança. Até os policiais cometem erros terríveis.
Para usar uma arma é preciso ser treinado e muito bem treinado. Na dúvida, não atirar.
Não posso aceitar quando os policiais dizem que atiraram porque confundiram com um marginal. E o risco de acertar um inocente? E quantos inocentes já morreram por despreparo das pessoas que usam armas. Sem falar que muitas se transformam e nem raciocinam cometendo atos que os farão se arrepender para sempre.
Sou contra armas. Nunca deveriam ter sido inventadas. Considero uma grande ilusão de segurança. A única certeza é de que quem fabrica ganha muito dinheiro. Ninguém mais ganha com elas.
É apenas a minha opinião.
Bom fim de semana!
Bjs!

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...