quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Educação e bola

Sou contra o tempo da greve das universidades federais que já duram mais de dois meses, pois também não se pode prejudicar o aluno, e ele vem sendo bem prejudicado com esta parada, e sabemos que se fosse greve dos estudantes eles não receberiam o apoio necessário e de professor nenhum.
Já fui aluno!
Os professores devem lutar pelos seus direitos, mas sem prejudicar o lado de quem quer aprender.
Nada contra os professores de um modo geral, mas contra a situação do momento.
Só queria expor o que penso.

Futebol


Não queria Luxemburgo no Grêmio, antes, mas confesso que ele vem fazendo um trabalho de primeira.
Tudo devido a sua experiência, experiência que foi fruto de seu trabalho ao longo de sua carreira a frente de grandes clubes.
E acredito que nas mãos dele podemos alcançar algum título, se o trabalho seguir o mesmo, e se o elenco continuar focado, jogo a jogo, independente de quem seja o adversário, e também contar um pouquinho com a sorte, com o tropeço dos adversários diretos.
Falei do Luxemburgo para comentar sobre o Ganso.
Assim como Neymar - este não gosto mesmo - se, eu escrevi SE, o Ganso viesse para o Grêmio, li um post no facebook, e no tricolor seguisse a mesma linha do Luxemburgo, e de outros atletas trazidos pelo Odone, poderia dar certo, porque o Grêmio está certinho, com seus altos e baixo, mas trabalhando e seguindo sua meta, rodada após rodada.
Eu acredito!

Eleições


Este ano temos eleição no Brasil e no Grêmio.
Sobre às eleições gerais, já escrevi que estou decepcionado com os políticos, pelo que apresentam ano após ano, e com os eleitores que desaprenderam a votar, mas quero escrever sobre a eleição no Grêmio.

De um lado o atual presidente Paulo Odone, e mesmo que em certo momento tenha ido contra o seu nome, na época ameaçou tirar Renato Portaluppi do cargo, se fosse eleito presidente, tirou pela má campanha apresentada, neste ano vem fazendo um time pra valer, de encher os olhos, e desde 2011 vem abrindo os cofres e contratando, e a torcida quer elenco, quer títulos e acho que este é o ano, se e somente se, o trabalho permanecer.
Do outro lado Fábio Koff, único presidente que levou o clube a conquistar o mundo, em Tóquio, naquele jogo memorável contra o Hamburgo, com dois gols mágicos de Renato Portaluppi.
Páreo duro, mas acho que política num momento como este do Grêmio, poderia vir a atrapalhar o andamento do campo, mas com um comandante a frente desta equipe, como Luxemburgo, as coisas podem ser separadas.
Cabe a torcida acompanhar e torcer, e aos candidatos às eleições no Grêmio, a política, e deu.
Não atrapalhem ou tirem o foco da equipe.

É isto!
Abraços a todos!



Nenhum comentário:

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...