sexta-feira, 1 de maio de 2009

Crime oriental

Li hoje no Portal Terra, que o Irã enforcou uma pintora, 23 anos, acusada de um crime, e também de ter feito sexo antes do casamento.
Não dá para respeitar as leis deles, principalmente no que se refere ao sexo antes do casamento.
Ridículo!
Quanto a pena de morte, matar porque matou, sou contra!
Que fique preso por quanto tempo tiver que ficar.
Não acredito na pena de morte, só isto!
Quem mata assim, é assassino também, tal qual!
E quem a matou deveria também ser enforcado.
Ponto!

Outra coisa, viu um dia na tv brasileira, numa emissora, um carro chegando com quatro pessoas num hospital.
Uma mulher em estado grave, dois homens jovens, e uma moça.
Todos nervosos, e a reportagem desta emissora filmando.
Trocaram agressões verbais, se trocaram, não é?
Não dava para ver direito.
Os ocupantes do carro colocaram as mãos na frente da câmera, e o repórter disse que a rua era pública, que estavam na frente do hospital e não filmando eles em especial.
Lascaram os ocupantes do carro.
Soube-se depois que estavam nervosos assim porque a mãe estava mal, e faleceu.
Aí o apresentador do programa, no estúdio, deu os pesames e disse que bastavam pedir para não filmar.
História!
O que ele ou as pessoas de uma televisão entendem quando alguém coloca a mão na frente da câmera?
Ora, não querem ser filmados.
Então por que não pararam de filmar de imediato, e aumentaram os nervos daquelas pessoas que tinham doença na família?
Fui contra totalmente esta rede de tv, naquele momento, e contra todas que filmam quem não quer ser filmado, e que não venha o apresentador dizer que bastava pedir.
A mão na frente da câmera disse isto, mas o reporter e o cinegrafista aumentaram a coisa e começaram a atiçá-los dando pilha para o apresentador do programa.
Foi o que eu vi pela tv, o que deu pra ver, e me deu nojo!

Um comentário:

Denise disse...

Nossa, é um absurdo mesmo, a imprensa não tá nem aí, saem filmando todo mundo, não se importam se a pessoa tá sofrendo.. Eu teria quebrado a cara do reporter pra aprender a virar gente. Falta de sensibilidade total.. :(
Quanto a iraniana, eu achei um absurdo.. Ela confessou que matou pra salvar o namorado, isto é, ela era inocente.. POr isso sou a favor sim, da prisão perpétua, mas pena de morte não.. Pelo menos se a pessoa for inocente e for provado, ela pode ser solta.. agora depois de matar, já era...

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...