terça-feira, 6 de setembro de 2011

Restrição absurda


Para que estar na rede se alguns vem com aquelas mensagens absurdas se você conhece esse usuário pessoalmente?, e por aí, claro que eu não conheço, estou na rede para buscar os amigos, conhecidos e fazer novas amizades, sim senhor, novos amigos, e por que não, mas tem sempre uns que outros que acham que colocando impedimentos do gênero estão fazendo o certo.
Pela segunda vez o Facebook da Igreja do Porto recebe esta mensagem do programa: Solicitações de amizade e mensagens bloqueadas por 2 dias, dizendo ou sugerindo que estou fazendo spam.
Desde quando convidar pessoas é crime?
Dá raiva!

Olha outra do programa:

"Se você enviar um convite a um estranho, será considerado um spam."
Como então começar uma amizade com uma pessoa que eu não conheço, mas quero conhecer?
Assim com estas restrições, o programa naufragrá!
Bastava a pessoa não aceitar, e pronto, mas querem complicar.
Lamentável!

Se eu tivesse o e-mail do facebook, entraria em contato com eles, mas eles não deixam o Entre em contato visível, escondem-se, e eu estou certo, não abuso, não faço mal a ninguém, sou educado, e tenho que aturar isto, devido a uns e outros que não passam de nada.

Chega a dar raivas destas pessoas!

Ou é erro, também pode ser isto ou estão destruindo o facebook, será?

Abraços aos amigos e aqueles que buscam amigos pela internet.

Neste domingo, 11/09 às 12:00, Almoço da Comunidade Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, ao preço de R$ 12,00.
Se você gosta de um galeto, seja bem-vindo!

A @IgrejadoPorto está também no Twitter.

3 comentários:

Suziley disse...

Oi, Mauro:
Passei para lhe desejar um bom dia, boa semana, grande abraço :)

Misturação - Ana Karla disse...

Mauro tem "coisas" nessa internet que dá nos nervos...rs
Bom feriado.
Xeros

Silvia 'Sam' Cássivi disse...

Talvez alguem denunciou seu perfil e por isso FaceBook te impede de adicionar novos amigos
vai entender...

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...