terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Provas, provas, provas...

É inacreditável, a gente vai para o veraneio com a intenção de descansar, curtir, rever amigos de um outro lugar, bronzear-se, pegar uns banhos de mar, e tudo que acontece é cruzar indiretamente com covardes e debilóides que colocam super bonder na fechadura dos outros, e isto foi o que aconteceu ontem, 27/12, quando chegamos na praia para fazer a faxina que antecede nossa ida para o veraneio.
São pessoas, vizinhos, apenas de um apartamento, mal-amados, loucos, e quando pensamos em ir a polícia ou a justiça, temos que ter provas para que eles tomem alguma medida, mas eles fazerem o mal, não dá nada, sempre fizeram, e continuarão fazendo, e não vai dar em nada, nem com um processo tramitando na justiça, e não vai dar em absolutamente nada, porque quem sempre se safa é quem faz o mal, quem quer apenas usufruir alguns momentos de paz, não passa a linha vermelha, uma linha imaginária, nunca.
Se eu estou bravo, claro que sim.
Só quero ter uns dias de paz, não incomodo ninguém, procuro seguir o que é certo, a lei, e por que então estes que não a seguem fazem tudo isto e seguem impunes?
Que prova eu preciso ter se estas pessoas tem um somatório de ações ilegais num prédio de dez apartamentos, tem um processo contra que se arrasta, e seguem vencendo.
Que justiça é esta?

Estou p da cara!
P da cara e com razão, porque ninguém é de ferro, e estou descontente com a situação que vejo por aí, onde quem tem que provar é quem está com a razão, os que seguem a lei, enquanto os errados seguem sendo errados e os certinhos pagando pelos erros destes, e ninguém faz nada.

E aí justiça?
O que mais vou ter que passar?
E como prédio, quem poderá nos ajudar?

Precisamos de ajuda!


Um comentário:

Re Estrelinha disse...

É, Mauro! Você disse tudo...
Infelizmente, o mal comanda e segue impune. Para que a gente consiga justiça, reconhecimento, temos que tomar mil providências para que, muitas vezes, não resulte a nada.
É revoltante.
Entendo você estar bravo e indignado, estaria da mesma forma no seu lugar, como estou, mas por outros motivos, não iguais, mas parecidos.
Lamentável!

Template

S empre é bom mudar a cara do blog de tempos em tempos, mas achei que os templates novos, aparentemente, do Blogger, fossem manter a aparên...